sexta-feira, setembro 22, 2006

O Gigante Cho Oyu


Já devidamente instalada no campo base (avançado) do Cho Oyu, a Daniela Teixeira descansa finalmente um pouco antes de assediar a montanha.
Apesar do grande numero de expedições que se encontram no local com os respectivos aparatos logisticos e pessoais já terem ocupado muitos dos melhores locais de acampamento, a Daniela conseguiu instalar as suas tendinhas num spot tranquilo, relativamente afastado do resto da "maralha".
Quanto à sua própria logistica de campo base, fornecida pela empresa que contratou (partilhada igualmente pelos dois alpinistas Gregos), a coisa deixa bastante a desejar.
Aparentemente, tanto o cozinheiro como o ajudante são principiantes nestas lides e a sua escolha de materiais não foi das melhores. Tendas inadequadas e cadeiras... colegiais!
Embora pareçam assuntos fúteis, estes detalhes tem uma importância muito maior do que a primeira vista sugere.
As longas permanências na montanha, em especial NESTAS montanhas, desgastam bastante fisica e psicológicamente. No final de algumas jornadas duras, a possibilidade de entrar numa especie de refugio (tenda base), de se sentar numa cadeira (relativamente) cómoda e de beber uma simples chávena de chá quente fumegante, imprime uma outra dimensão aos pequenos e "insignificantes" nadas.
Por outro lado, o mau tempo parece estar instalado na região do Cho Oyu e Everest. As equipas que se encontravam a abrir caminho já por cima do campo 2, aos 7000 metros, retiraram para os campos inferiores.
Estas eram reports do dia 20 e a Daniela tinha previsto um descanso de um a dois dias. O mau tempo poderá alterar os seus planos de subir hoje até ao campo 1 para depositar algum equipamento.



Em modos de compensação as vistas sobre a grande mole
do Cho Oyu parecem ser fabulosas.

P.R.

Mais info: www.campobase.pt

3 Comments:

Pereira said...

Hehe! Cuidado com essa do acampamento num "spot tranquilo, relativamente afastado do resto da "maralha", é desses sítios que a malta escolhe para wc (the loo) HeHe! Convém avisar o cozinheiro de que não são batatas...

Com a curiosidade de saber mais acerca da ascensão ao Cho Oyu passei aqui na net por umas páginas com relatos de expedições que mencionam o campo 1 como tendo espaço limitado para as tendas, principalmente quando há pouca neve e muitas expedições. Esperemos que a Daniela consiga safar-se cedo e apanhar um lugar capaz.

Anónimo said...

Bem, para já creio que está mau tempo e ela terá de esperar para subir ao campo 1.
Quanto ao local para montar a tenda não deve haver muitos problemas uma vez que a tenda da Daniela é tão pequenina que cabe em qualquer cantinho. É na verdade uma tendinha ainda mais leve que o meu saco de bivaque!

Hasta.

Paulo Roxo

Xina said...

Se houver problemas a arranjar lugar para a tenda, diz que estás com "pessoal do Barreiro" :P

O pessoal continua a torcer por ti


Abs
Xina